segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Toyota revela detalhes do interior da Fortuner (SW4 2016)


A Toyota apresentou a nova geração da Fortuner, mas "guardou" o interior para ser mostrado apenas agora - e tentar causar o fator-surpresa diante da apresentação do igualmente novo arquirrival, o Mitsubishi Pajero Sport. O novo utilitário, que inspira fortemente a próxima geração da Hilux SW4, será oferecido nas versões GX (com bancos na cor marrom escuro, nestas imagens), GXL e Cruzade (identificada pelos insertos de couro alaranjado nas fotos). Desde a versão de entrada, há display de informações no quadro de instrumentos, sistema de som com tela sensível ao toque e sete assentos com cintos de três pontos - os bancos da última fileira rebatem-se para os lados (não para baixo como no Pajero Sport) e a segunda fileira traz pontos de fixação para cadeirinhas no padrão ISOFIX.


A versão GXL oferece chave presencial e partida sem chave, além de tela do computador de bordo colorida, alavanca de câmbio e volante com revestimentos de melhor qualidade, paddle-shifts (nas versões automáticas), janelas laterais traseiras escurecidas e sistema Toyota Link com monitor sensível ao toque em cores.


Já a Fortuner Cruzade possui sistema multimídia Toyota Link com GPS, câmera de ré, rádio digital DAB, Bluetooth, entradas USB/Auxiliar e 6 alto-falantes; ar-condicionado digital com regulagem traseira, tampa do porta-malas acionada eletricamente, console central com acabamento "soft-touch", conector de 220 Volts e banco do motorista com regulagem elétrica. Há ainda 7 airbags (os de cortina se estendem até a última fileira), controles eletrônicos de tração e estabilidade, freios ABS, controlador de trajetória para reboque e sinalização luminosa de frenagem brusca.

Unidades do Hyundai HB20 mantêm 6 anos de garantia em agosto


A estratégia da Hyundai para manter as vendas de sua linha HB20 aquecidas (ainda que com a reestilização a caminho, possivelmente no próximo mês) vem dando certo: assim como em julho, todos os modelos fabricados em Piracicaba (SP) comprados até 31 de agosto terão garantia estendida a mais um ano, totalizando 6 anos. 

Neste mês deve-se atingir 500 mil unidades produzidas do Hyundai, com fabricação praticamente igual à capacidade produtiva em 2014. O HB20 Hatch foi em julho o 3º automóvel mais vendido do Brasil, atrás apenas de Fiat Palio e Chevrolet Onix, enquanto o HB20S (acima) alcançou a 14ª posição no ranking (à frente de Ka+ e Voyage).

domingo, 2 de agosto de 2015

Fim da linha para o Nissan Livina



A Nissan encerra a carreira das minivans Livina e Grand Livina, por conta das baixas vendas e da obsolescência do modelo no mercado, ainda que com pouca concorrência. Apresentada inicialmente em 2006 no Salão Internacional de Guangzhou (China), baseada sobre a plataforma do então recém-lançado Note e com design sem radicalismos, a Livina chegou ao mercado brasileiro em maio de 2009, com cinco lugares e nas versões 1.6 (sem sobrenome) e SL. Poucos meses depois chegava ao mercado a Grand Livina, com comprimento alongado em 24 centímetros e mais dois bancos atrás, evidentemente adequados apenas a crianças pequenas.



Ainda no ano de 2009 a Nissan apresentava a versão X-Gear, com decoração aventureira e suspensão idêntica. Era uma alternativa mais informal, que seguia o modismo dos aventureiros urbanos (como Aircross, EcoSport e Idea Adventure). Enquanto as versões básica e X-Gear se utilizavam do motor 1.6 16v de 104 cavalos com gasolina e 108 cv com etanol (fornecido pela Renault), as versões Livina SL e todos os Grand Livina adotavam o 1.8 16v de 125/126 cv, com opção de câmbio automático de 4 marchas. Apesar desta comodidade, e de oferecer itens como bancos de couro e ar-condicionado digital, faltavam computador de bordo e os ajustes de altura dos cintos de segurança e do banco do motorista.



Ao longo dos anos, pouquíssimas intervenções foram feitas na Livina. Em 2010, foram apresentadas a versão de entrada S e a série Night & Day; em março de 2012, recebeu seu único face-lift, que envolvia nova grade superior, para-choques e frisos integralmente pintados na cor da carroceria, além de novas rodas.



A fabricação do Livina foi interrompida ainda no fim de 2014, mas as unidades remanescentes continuaram abastecendo o mercado brasileiro e a montadora continuava divulgando o modelo no site e Facebook. Agora, a Chevrolet Spin fica isolada no mercado como uma das poucas opções de modelos de 7 lugares (fora o Doblò, que é uma multivan - mais para furgão do que para automóvel). Para os órfãos do modelo, resta esperar que o Kicks (com lançamento previsto para o segundo semestre de 2016) tenha boa versatilidade interna, uma vez que a Nissan não planeja um modelo substituto.

Hyundai i30 2016 chega ao Brasil reestilizado


Discretamente, a Hyundai inicia as vendas do i30 reestilizado linha 2016. Desde que a nova geração foi lançada, o hatch médio (outrora líder de seu segmento) nunca mais recuperou o sucesso de antes, ainda que tenha ganhado motor 1.8 e recentemente recebeu a versão de entrada com teto solar panorâmico. Apresentado no Salão de Bruxelas (Bélgica) de 2015, o face-lift envolve a grade frontal (agora com filetes cromados horizontais) e os faróis de neblina com "assinatura de LEDs" na versão limitada completa.

Todas as versões contam com o motor 1.8 16v "Nu" movido unicamente a gasolina de 150 cavalos, aliado ao câmbio automático de 6 marchas com opção de trocas manuais.


Partindo de R$ 85 990, a versão de entrada traz de série o teto elétrico, além de pedaleiras de alumínio, direção Flex Steer com três níveis de assistência, rodas aro 17'', controlador automático de velocidade, central multimídia, volante revestido em couro e 2 airbags.


A versão TOP (por salgados R$ 98 990) traz a mais airbags frontais, laterais e de cortina, bancos de couro, controles de estabilidade e de tração, ar-condicionado com duas zonas de temperatura, sensor de chuva, apoio de braço central deslizante, comando de fechamento de vidros com um toque e quadro de instrumentos "Supervision".


Há ainda a Série Limitada, que custa R$ 105 990 e trará itens como retrovisor interno eletrocrômico, regulagem elétrica dos bancos, airbag para os joelhos do motorista, faróis de xenônio, iluminação de posição em LED incorporada aos faróis de neblina, aquecimento e resfriamento dos bancos dianteiro, freio de estacionamento eletrônico, além de Smart Entry e Start Stop Button (abertura com chave presencial e partida por botão).


Mitsubishi revela a polêmica nova geração do Pajero Sport


Conhecido como Pajero Dakar no Brasil, o Mitsubishi Pajero Sport muda radicalmente na Tailândia, em resposta à nova geração do Toyota Fortuner (vendida aqui como SW4). E o novo design, robusto e com traços de carros-conceitos recentes da montadora como o GR-HEV, vem dividindo opiniões desde a revelação de imagens de patente do novo projeto. A frente, a exemplo do novo Outlander, traz diversos apliques cromados que invadem os faróis e circundam a grade e as molduras dos faróis de neblina. As caixas de roda têm vincos verticais, e as lanternas escorrem até o fim da tampa do porta-malas.


O interior está mais refinado, com aplique em preto-brilhante na parte central do painel, vistosas molduras prateadas nas portas e no console central ao estilo "ponte", revestimentos de couro preto e itens como computador de bordo com tela colorida, ar-condicionado digital, freio de estacionamento elétrico, seletor giratório de tração, câmera de ré e frenagem automática de emergência. Como no modelo anterior, há espaço para 7 ocupantes.


A versão das imagens conta com o motor 2.4 MIVEC Turbodiesel e câmbio automático de 8 marchas. Há dois níveis de força: 154 cavalos e 38,8 kgfm de torque ou 181 cv e 43,9 kgfm. Na Tailândia, o novo Pajero Sport deve chegar em outubro; outros mercados do Oriente recebem o modelo em 2016.


Vendas em julho: Palio segue líder, Onix passa HB20 e HR-V recupera seu título


O "mês das férias" foi marcado um dos índices de vendas diárias mais baixos de 2015 no Brasil, sendo os piores números registrados desde 2009, ano lembrado pela ressaca da crise econômica global. Neste cenário, apenas dois modelos ultrapassaram a marca de 10 mil unidades vendidas. O Fiat Palio segue sendo o carro mais vendido no Brasil (11 312 unidades, introduzindo pequenas melhorias para a versão Fire. Entretanto, o Chevrolet Onix (10 726) encheu seu retrovisor, ultrapassando o Hyundai HB20. O hatch produzido em Piracicaba (SP) está na iminência de ser reestilizado (provavelmente no início do 4º trimestre de 2015), mas segue à frente do Ford Ka, um de seus principais rivais e que nem completou um ano de mercado. A Fiat Strada, que outrora costumava estar no pódio, contentou-se com a quinta posição - com uma margem confortável frente ao ex-imbatível em vendas Volkswagen Gol.


O Corolla continua vendendo como carro popular, alcançando a décima colocação (seu arqui-inimigo Civic foi o 20º mais vendido). E no segmento dos utilitários compactos, a disputa foi acirrada entre o Renegade, que chegou a liderar a categoria em boa parte de julho, e o HR-V, que teve um gás para fechar o mês na 15ª posição. O Jeep ficou duas colocações atrás, porém bem à frente de Duster e EcoSport. Também chama a atenção a Hilux, na iminência de estrear uma geração completamente nova, estar confortavelmente à frente da S10 (que também se prepara para uma cirurgia plástica leve).

No Piauí...


...o VW Gol reviveu sua glória e assumiu a primeira posição do ranking, ainda que por vantagem de 5 unidades frente ao Fiat Palio (158 vs. 153 carros emplacados). A partir daí, vem uma disputa acirrada por posições: Onix e Strada empataram (115 unidades cada), logo em seguida vem o Renegade (113 carros emplacados), e em seu vácuo, Classic (112), Siena (111) e Corolla (109). E se em junho o Versa apareceu entre os sedans compactos mais vendidos, mês passado foi a vez do Ford Ka+ surgir no ranking.

...e em Teresina


Na capital do Piauí, o Palio deu o troco por cima do Gol e foi o mais vendido. Apesar de ter sido ultrapassado pela dupla Onix e Classic da Chevrolet, o Jeep Renegade segue firme entre os 5 carros mais comercializados na região (o segundo rival mais vendido, o Renault Duster, esteve na 21ª posição). Com a disponibilidade da motorização 2.0 Diesel para todas as versões, as vendas do Jeep tendem a crescer, já que não há concorrentes que possam ser abastecidos com este combustível. Também está prevista uma versão mais simples que a Sport, com preço mais competitivo.

Legenda

... = subiu de posição em relação ao mês anterior
... = desceu de posição em relação ao mês anterior
... = manteve a posição no ranking do mês anterior
... = não constava do ranking do mês anterior

Ranking nacional - os 25 mais vendidos

1º Palio --- 11 312 unidades
2º Onix --- 10 726 unidades
3º HB20 --- 9462 unidades
4º Ka --- 9281 unidades
5º Strada --- 8958 unidades
6º Gol --- 7234 unidades
7º Sandero --- 6861 unidades
8º Fox --- 6456 unidades
9º Uno --- 6189 unidades
10º Corolla --- 6148 unidades
11º Prisma --- 5873 unidades
12º Saveiro --- 5684 unidades
13º Siena --- 5200 unidades
14º HB20S --- 5028 unidades
15º HR-V --- 4429 unidades
16º Ka+ --- 4133 unidades
17º Renegade --- 4033 unidades
18º up! --- 4011 unidades
19º Fiesta --- 3800 unidades
20º Civic --- 3490 unidades
21º Etios Hatch --- 3287 unidades
22º Duster --- 3198 unidades
23º Hilux --- 3149 unidades
24º Voyage --- 3129 unidades
25º EcoSport --- 2807 unidades 

Ranking piauiense 

1º Gol --- 158 unidades
2º Palio --- 153 unidades
3º Onix --- 115 unidades
= Strada --- 115 unidades
5º Renegade --- 113 unidades
6º Classic --- 112 unidades
7º Siena --- 111 unidades
8º Corolla --- 109 unidades
9º Uno --- 100 unidades
10º Saveiro --- 88 unidades 
11º HB20 --- 79 unidades
12º Etios Sedan --- 75 unidades
= HB20S --- 75 unidades
14º Prisma --- 70 unidades
15º Ka --- 69 unidades
16º S10 --- 55 unidades 
17º Sandero --- 54 unidades
18º Hilux --- 43 unidades
19º Voyage --- 40 unidades
= Etios Hatch --- 40 unidades
21º Ka+ --- 35 unidades
22º Fox --- 33 unidades
23º Duster --- 30 unidades
24º up! --- 28 unidades

Ranking teresinense

1º Palio --- 118 unidades --- 77,1% das vendas piauienses
2º Gol -- 93 unidades --- 58,9% das vendas piauienses
3º Onix --- 89 unidades --- 77,4% das vendas piauienses
4º Classic --- 88 unidades --- 78,3% das vendas piauienses
5º Renegade --- 83 unidades --- 73,4% das vendas piauienses
6º Uno --- 82 unidades --- 82,0% das vendas piauienses
7º Corolla --- 79 unidades --- 72,5% das vendas piauienses
8º Siena --- 73 unidades --- 65,8% das vendas piauienses
9º HB20 --- 67 unidades --- 84,8% das vendas piauienses
10º HB20S --- 63 unidades --- 84,0% das vendas piauienses
11º Ka --- 57 unidades --- 82,6% das vendas piauienses
= Strada --- 57 unidades --- 49,6% das vendas piauienses
13º Etios Sedan --- 56 unidades --- 74,7% das vendas piauienses
14º Saveiro --- 53 unidades --- 60,2% das vendas piauienses
15º Prisma --- 51 unidades --- 72,9% das vendas piauienses
16º Sandero --- 47 unidades --- 87% das vendas piauienses
17º S10 --- 36 unidades --- 65,4% das vendas piauienses
18º Etios Hatch --- 29 unidades --- 72,5% das vendas piauienses
= Ka+ --- 29 unidades --- 82,9% das vendas piauienses
20º Voyage --- 27 unidades --- 67,5% das vendas piauienses
21º Logan --- 24 unidades --- N/A
= Duster --- 24 unidades --- 80,0% das vendas piauienses
23º Hilux --- 23 unidades --- 53,5% das vendas piauienses
24º Clio --- 22 unidades --- N/A

Dê um like!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...