Mostrando postagens com marcador Opel. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Opel. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Opel revela Corsa OPC, o mais esportivo


A Opel apresenta no Salão de Genebra a versão esportiva do Corsa E (considerada a quinta geração, com grandes aprimoramentos com base no Corsa D), a OPC, sigla para Opel Performance Center. O pequeno hatchback conta com scoop frontal para direcionar mais ar ao motor, além de para-choques mais agressivos, rodas aro 17'' ou 18'', aerofólio traseiro e dupla saída de escape. A cor Flash Blue é exclusiva para os modelos da divisão esportiva da marca alemã.



Internamente, o Corsa esportivo conta com bancos Recaro com apoios laterais mais largos, volante revestido em couro de base achatada, pedaleiras esportivas e alavanca de câmbio com detalhes especiais, além do sistema multimídia IntelliLink (opcional), similar ao MyLink dos Chevrolet brasileiros e com conectividade com dispositivos Android e iOS.



Além das aparências, o Corsa OPC faz jus à esportividade em seu desempenho: o motor 1.6 ECOTEC Turbo gera 207 horsepower e 28,5 kgfm de torque entre 1900 e 5800 rpm. Assim, o Opel acelera de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e chega à velocidade máxima de 230 km/h. E ainda alcança a boa média de 13,3 km/l de gasolina. O Corsa OPC traz câmbio manual de seis marchas e overboost, que aumenta o torque máximo em 3,6 kgfm.


De série, o modelo traz controles eletrônicos de estabilidade e tração, além do sistema Frequency Selective Damping, que ajusta a calibragem dos amortecedores; como opcional, o Performance Package, que inclui discos de freios Brembo com diâmetro de 330 milímetros, rodas aro 18'' com pneus Michelin e bloqueio do diferencial mecânico Drexler.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Opel apresenta Karl, seu novo carro de entrada


Depois de remodelar o Corsa - uma engenhosa reestilização com base na carroceria anterior - a Opel agora apresenta o substituto do Agila, lançado em 2007 no Velho Continente e que tinha um irmão gêmeo da Suzuki, o Splash. Trata-se do Karl, modelo citadino batizado em homenagem ao filho mais velho do fundador da marca, Adam (nome este que também é utilizado para o compacto premium da montadora). Já no Reino Unido, onde é vendido pela Vauxhall, seu nome será Viva, utilizado para a linha de compactos baseada no Opel Kadett comercializada entre 1963 e 1979.



O Opel Karl tem linhas simples, estilo simpático e dimensões compactas: 3,68 metros de comprimento (menos de oito centímetros maior que o Volkswagen up! nacional). Outra semelhança com o compacto alemão está na motorização: 1.0, três-cilindros e de 75 horsepower, onze a mais que o propulsor 1.0 do Agila. Seus faróis de neblina acompanham a curvatura do volante e há várias opções de rodas, do aro 14'' ao 16''.


Internamente, o modelo se dispõe a levar cinco pessoas e traz um painel mais antenado com as preferências dos jovens desde o segmento subcompacto. O Agila apostava em cores fortes no painel, mas a opção de câmbio automático contrastava com o conta-giros "à parte" do quadro de instrumentos. Já o Karl adota quadro de instrumentos similar ao do Corsa, assim como o volante (exceto pela forração de couro e pela base achatada) e o sistema multimídia IntelliLink com integração a dispositivos Android e iOS (versão europeia do MyLink da Chevrolet). Entre seus principais itens, estão a direção com City mode (que a deixa mais leve em baixas velocidades ao toque de um botão), sensor de estacionamento traseiro, cruise-control com limitador de velocidade, freios ABS com distribuição eletrônica da frenagem, controles eletrônicos de estabilidade e tração, além do Lane Departure Warning como opcional, que alerta quando o motorista sai de sua faixa sem sinalizar.


Na Europa, o Opel Karl custará menos de 10 000 euros (preço inferior a R$ 31 000).

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Opel apresenta Adam S, Mokka CDTI e novo Vivaro



A Opel revela três novidades praticamente de uma vez. O Adam finalmente ganha sua versão esportiva, a S, com motor 1.4 Turbo de 150 hp e câmbio manual de seis marchas. O "pocket-rocket" acelera de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos, e atinge a velocidade máxima de 200 km/h, e com consumo médio de 15,6 km/l. Externamente, o Adam S ostenta rodas aro 17'' ou 18'', pinças de freio vermelhas e pintura externa em dois tons (dez cores de carroceria e quatro para teto/retrovisores). As primeiras encomendas poderão ser feitas em novembro, mas o modelo chega ao mercado apenas em 2015.


O Mokka, parente próximo do nosso Chevrolet Tracker, passa a contar com a motorização turbodiesel 1.6 CDTI (que substitui o 1.7 utilizado anteriormente), com 136 horsepower e torque de 32,6 kgfm. O utilitário acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos, a retomada de 80 a 120 km/h ocorre em 9,9 segundos (em quinta marcha) e a velocidade máxima é de 191 km/h. Dotado do sistema Start-Stop, que desliga automaticamente o motor em paradas, o Mokka pode alcançar 24,4 km/l e emitir apenas 109 gramas de dióxido de carbono por quilômetro rodado.


Já o novo Vivaro segue as modificações do Renault Trafic (afinal, a van da Opel é fabricada na planta da Renault). Apresentado na IAA Commercial Vehicles, que inicia hoje e se estende até 2 de outubro, o Vivaro possui quatro opções de motorização (de 90 a 140 hp) e três de carroceria (Panel Van, Combi e Doublecab). Seus preços partem de 28 072 euros (incluindo taxas) na configuração furgão e de 30 327 euros no modelo destinado a transporte de passageiros.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Opel apresenta Corsa 2015, reestilizado


Chamado de "quinta geração", o Opel Corsa E faz lembrar as distinções dadas aos Gol Geração III e IV e às gerações II à IV do Palio: o visual frontal e traseiro, inspirado no compacto Adam, dá a impressão de que se trata de uma carroceria completamente reformulada. Mas o formato das portas, as janelas e as dimensões entregam: o Corsa E é o D (lançado em 2006 e que só rodou no Brasil em testes de adaptação da plataforma GSV - relembre ao lado nosso flagra de 2011), pesadamente modificado - a reestilização de 2010 foi contida. A Opel não teria condições financeiras de promover uma reformulação total.


Faróis e lanternas estão mais horizontais, com recortes mais ousados. A grade frontal ficou muito similar à do Adam. O capô recebeu área maior nas laterais e vincos mais fortes, presentes também na base das portas. Na versão duas-portas, há um discreto aplique após as janelas laterais, enquanto o quatro-portas traz vigia traseira mais curvada. As maçanetas receberam apliques prateados e a tampa traseira foi redesenhada para acomodar as lanternas prolongadas.


Internamente, o habitáculo relativamente simples foi redesenhado e ganhou requintes do Adam: volante, saídas de ar, quadro de instrumentos e central multimídia são novidades no Opel. Note que o IntelliLink é o conhecido MyLink do Chevrolet Onix, com tela de sete polegadas sensível ao toque e interatividade com aplicativos como BringGo, Stitcher e TuneIn. Outras similaridades com o hatch fabricado em Gravataí (RS) estão nos comandos do volante e na chave, tipo canivete, como bem apontou Matheus Pera, do All The Cars. Entre o conta-giros e o velocímetro, foram posicionados a tela do computador de bordo e os indicadores de nível de combustível e temperatura do motor. O novo Corsa traz, ainda, câmera de ré, Hill Start Assist (solto o freio de mão, o carro não desce numa ladeira de imediato), faróis de bi-xenônio com facho direcionado em curvas, reconhecimento de placas de trânsito, sensor de pressão dos pneus, alertas de mudança de faixa sem uso da seta e de colisão iminente à frente, além do FlexFix, que facilita o transporte de bicicletas: elas vão em um suporte embutido no para-choque, onde está a placa de licença.


O Corsa passa a contar com opção de motorização 1.0 ECOTEC Direct Injection Turbo de três cilindros, que gera 90 ou 115 horsepower, ambos com o torque de 17,3 kgfm a apenas 1800 rotações por minuto. Também está disponível o 1.4 Turbo a gasolina, com 100 HP e 20,4 kgfm de torque.


A apresentação do Corsa 2015 ocorre no Salão de Paris (França), entre 4 e 19 de outubro. Simultaneamente, a britânica Vauxhall apresenta seu novo Corsa - trata-se do mesmo carro, com emblema diferenciado e adaptado à mão inglesa. Acima: Corsa B (1993), D (2006), E (2014), C (2000) e A (1982).




terça-feira, 1 de abril de 2014

Opel Astra Copacabana incorpora o espírito da Copa


As montadoras estrangeiras estão associando o espírito da Copa do Mundo 2014 muito melhor que as "de casa". Primeiro, a MINI apresentou o Paceman GoalCooper; agora é a vez da Opel mostrar a série especial Copacabana do Astra GTC. Externamente, o hatch esportivo se destaca pela bandeira brasileira no teto e adesivos nas laterais e na tampa traseira com palmeiras, garotos jogando bola e, ao lado da faixa "Copacabana", as seis estrelas que representam o Hexa almejado pela seleção brasileira.


Mas é no interior que a Opel mostrou mais inspirações. Os bancos são revestidos com o gramado do Maracanã - com certificado de autenticidade! Ao invés de tapetes, os passageiros põem os pés na areia da praia de Copacabana, com direito a conchas-do-mar e um par de chinelos (também com grama). A buzina tem som de samba ou de vuvuzela (as barulhentas cornetas utilizadas na Copa da África do Sul, em 2010), a tela de sete polegadas permite acompanhar os jogos e, no teto, existe uma máquina de mistura de caipirinha gelada! (sem álcool - ele vai para o tanque de combustível, garantindo ao modelo com motor 1.6 Turbo de 200 hp um tempo de aceleração de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos). O preço do Astra Copacabana será de exatos 24 444, 44 euros, na data de hoje...

segunda-feira, 3 de março de 2014

Opel lança Adam S, com motor 1.4 de 150 hp


Tecnicamente ele ainda é um carro-conceito, porém pronto para ser produzido. O Opel Adam S surge no Salão de Genebra com visual mais esportivo (o tema é batizado de Red'n'Roll, com pintura externa vermelha, teto e detalhes das rodas aro 18'' com detalhes na cor preta, para-choques mais esportivos e aerofólio traseiro proeminente) e motor 1.4 ECOTEC Turbo de 150 hp e 22,4 kgfm de torque, além de câmbio manual de seis marchas, que permitem ao Adam S alcançar 220 km/h de velocidade máxima.


//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////



Também será apresentado no Salão de Genebra o novo motor 1.0 ECOTEC Direct Injection Turbo de três cilindros para o Adam, com opções de 90 ou 115 hp (este, com torque de 16,9 kgfm a apenas 1800 rpm), que se somam aos motores 1.2 e 1.4 já oferecidos.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

Opel mostra Adam Rocks de série em Genebra


A Opel revela no Salão de Genebra (entre os dias 6 e 16 de março) o Adam Rocks de produção, exatamente um ano após a aparição do carro-conceito (à direita), com modificações em alguns detalhes: os para-choques tiveram a parte inferior redesenhada, os retrovisores e molduras das caixas de roda ficaram mais discretos e o conjunto ótico frontal está menos futurista, mas a essência foi preservada: a combinação entre visual aventureiro (embora a suspensão tenha sido elevada em apenas 1,5 centímetro) e o teto de neoprene Swing Top, acionado eletricamente em apenas cinco segundos. Existem nada menos que 18 cores para a carroceria (incluindo o chamativo Yellow Goldbusters do modelo nas imagens abaixo) e mais seis tonalidades da capota.


O Adam Rocks será a versão topo-de-linha (as outras opções do compacto são Jam, Glam e Slam) e traz o motor 1.0 ECOTEC Direct Injection Turbo, de três cilindros, 90 ou 115 hp, torque de 16,9 kgfm @ 1800 rpm e consumo de até 23,3 km/l. O câmbio manual possui seis marchas e o sistema Start/Stop vem de série. Entre os itens disponíveis, rodas aro 17'' ou 18'', volante revestido em couro e sistema multimídia IntelliLink (o MyLink da Opel) com tela sensível ao toque de sete polegadas, aplicativos BringGo, Stitcher, TuneIn e integração com dispositivos Android e iOS.






Dê um like!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...