sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Mitsubishi ASX 2013 está nas lojas


Apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo com as modificações do modelo norte-americano (onde é vendido com o nome Outlander Sport), o Mitsubishi ASX já pode ser encontrado nas concessionárias da marca com o face-lift da linha 2013, realizado aproximadamente dois anos após o início de suas vendas no Brasil, importado do Japão (lá, possui o nome RVR). As mudanças estão nos para-choques dianteiro e traseiro, redesenhados e com maior área pintada na cor da carroceria, além de novas rodas aro 17''.
 
 
O ASX mais em conta é o 4X2 manual, que custa R$ 82 990. Logo acima há a versão CVT 4X2, por R$ 88 990. O modelo CVT 4WD (com tração nas quatro rodas) sai por R$ 99 990, e equipado com teto solar panorâmico e faróis de xenônio, atinge o valor de R$ 105 990. O motor é o 2.0 a gasolina de 160 cavalos e 20,1 kgfm de torque, em todas as versões.
 

Fotos (1) e (2) | Rafael Susae

Honda apresenta Civic 2013 nos EUA


A Honda promove uma reestilização no Civic apenas 18 meses após ser apresentado nos Estados Unidos, por conta das críticas da imprensa especializada e entusiastas. Além de mexer no visual (nova grade, para-choques, lanternas e rodas), também ganha modificações no painel, com novas saídas de ar e acabamento em couro, no lugar de plásticos rígidos. A versão LX, de entrada, custa US$ 18 165.






quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Jaguar apresenta XFR-S em Los Angeles


A Jaguar apresenta no Salão de Los Angeles (EUA) a versão superesportiva do sedan XF, com forte inspiração no XKR-S, apresentado no Salão de Genebra ano passado. O XFR-S possui motor 5.0 Supercharged de 550 cavalos de potência, 40 cv a mais do que o XFR, e faz de 0 a 100 km/h em 4,6 segundos, e só não ultrapassa 300 km/h por conta da limitação eletrônica. O visual é destaque: pintura na bela cor French Racing Blue (havendo também as opções Ultimate Black, Stratus Grey, Polaris White e Italian Racing Red), para-choques anabolizados, rodas Varuna aro 20'', extrator de ar traseiro, aerofólio fixo e quatro saídas de escape.




Critérios e medidas [Alta Roda]


A terceira rodada de testes de colisão contra barreira fixa, realizada pela ONG Latin NCAP (acrônimo em inglês para Programa de Avaliação de Carros Novos, da América Latina), continua a trazer interrogações. A entidade sediada no Uruguai tem bons discursos, pois trata de estimular por efeito comparativo o nível de segurança passiva dos veículos.
 
 
Existem pelo menos seis desses programas em diferentes regiões produtivas do mundo. Os métodos não conversam entre si. Há diferenças marcantes entre modo de colisão contra barreira fixa (frente toda ou parcial), velocidade de choque, impactos laterais (perpendiculares e contra obstáculo cilíndrico), além de proteções específicas para crianças a bordo e simulação de atropelamento de pedestre.
 
Classificação de zero a cinco estrelas é por meio de pontuação que avalia ferimentos em bonecos antropométricos sensorizados. Algumas distorções não são explicitadas pelo Latin NCAP, como a velocidade de impacto. Regulamentos da ONU sugerem 56 km/h, mas aqui a ONG usa 64 km/h. Essa diferença, que vem sendo eliminada, decorre de custos de produção e poder aquisitivo de cada mercado.
 
 
A China tem seu próprio NCAP e já concordou com a velocidade maior, o que encarecerá a estrutura de seus carros. Afinal, o Geeky CK1 (sem airbags) não conseguiu nenhuma estrela, em 2010, e o JAC J3 foi o único modelo, mesmo com airbags frontais, que alcançou apenas uma estrela, em 2012. Oito automóveis compactos fabricados no Brasil (Celta, Corsa Classic, Gol, Ka, Palio, Sandero, Uno e 207) também ficaram com uma estrela, quando testados sem airbags. Se serve de consolo, veículos chineses são (bem) inferiores nessa segurança aos produzidos no Brasil.
 
Há outras curiosidades com a pontuação. March mexicano, com airbags frontais, ganhou duas estrelas (2011) e o europeu, cinco. O modelo vendido na Europa tem mais equipamentos, mas estruturalmente são iguais: três estrelas de diferença mostram algo errado na metodologia.
 
Colocaram aqui um mínimo de 14 pontos para o veículo ser cinco estrelas, enquanto na Europa esse limite é “flexível”. No site da EuroNCAP, Chevrolet Volt aparece com 11,6 pontos em impacto frontal e recebe cinco estrelas (2011), enquanto o Cruze com 13,18 pontos (2011) se classificou com quatro estrelas no Latin NCAP. Excesso de zelo para os fabricados na América Latina?
 
Essas trapalhadas só acontecem pela omissão dos legisladores da região em criar um padrão de segurança coerente e mais severo ao longo do tempo. O nosso continente é o único para o qual a organização Euro NCAP conseguiu exportar seus negócios e métodos, com pouca discussão técnica sobre a realidade dos mercados.
 
 
Latin NCAP gosta de repetir que os modelos mais vendidos aqui estão 20 anos atrasados em relação aos mercados centrais. Mas se esqueceu de comentar que dos 26 automóveis testados contra a barreira, em três anos, há mais modelos, nove, com quatros estrelas (City, Corolla, Cruze, Etios, Fiesta, Fluence, Focus, Polo e Tiida), do que com uma estrela. E vários dos atuais “uma-estrela” receberão outra, quando a legislação tornar airbags obrigatórios, parte em 2013 e a totalidade em 2014.
 

RODA VIVA
 
 
PARA quem gosta de comparar preços do Brasil com o exterior, esquece de ver a Europa. Bom exemplo é Fusion Titanium mexicano, carro praticamente igual ao alemão Mondeo Titanium. Aqui, o médio-grande da Ford custa R$ 113.000 e lá, 33.750 euros (R$ 91.000). Se igualadas as cargas fiscais, os preços são iguais ou até um pouco mais caro na Europa.
 
CARLOS GHOSN, presidente mundial da Renault-Nissan, em visita ao Brasil, fez primeira previsão de um executivo do setor sobre o mercado brasileiro em 2013. Ele acredita em elevação nas vendas de automóveis e comerciais leves de 2%, metade em termos nominais do que deve crescer a economia (4%). Ano será mais difícil sem o incentivo do IPI menor.
 
 
FLUENCE GT (R$ 79.370) é dos poucos produtos fabricados no Mercosul que não vilipendiou a sigla Grã Turismo. Além do motor turbo 2 litros/180 cv (37 cv a mais), o carro tem apêndices e apliques discretos, além de câmbio manual. Suspensão recalibrada e o torque de 30,6 kgf.m formam boa combinação para quem quer algo mais de um honesto sedã familiar.
 
REDUÇÃO de até 35% no consumo de combustível é esperada nos motores de F-1, em 2014, segundo a Magneti Marelli. O downsizing parte de um V-8 aspirado/2,4 L para um híbrido V-6 com eletroturbo/1,6 L. Pela primeira vez, se utilizará injeção direta de gasolina a 500 bares de pressão e a empresa será única responsável pelos novos injetores. Potência se manterá em 700 cv.
 
RASTREADOR/BLOQUEADOR de veículos com comando por voz e controle remoto foi desenvolvido pela LocatorOne, de Campinas (SP), especializada em soluções de segurança sem pagamento de mensalidades. O ABR – Super também detecta tentativas de interferência eletrônicas (jamming) sobre o GPS. Preço: R$ 1.220,00. Pormenores em www.locatorone.com.br.

Fernando Calmon (fernando@calmon.jor.br), jornalista especializado desde 1967, engenheiro, palestrante e consultor em assuntos técnicos e de mercado nas áreas automobilística e de comunicação. Sua coluna automobilística semanal Alta Roda começou em 1º de maio de 1999. É publicada em uma rede nacional de 98 jornais, sites e revistas. É, ainda, correspondente no Brasil do site just-auto (Inglaterra).
 
 

A nova geração do Porsche Cayman


A terceira geração do Porsche Cayman chega com performance (conta com motores 2.7 Boxer de 268 cavalos, com torque de 28,5 kgfm e 3.4 de 315 cv e 36,7 kgfm, este último fazendo de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos com o pacote Sport Chrono, chegando a 283 km/h), requinte (sistema de som Burmester de 800W, abertura e partida sem chave, tela touch-screen de 7 polegadas) e um belo visual, com mais personalidade em relação ao Boxster, do qual deriva. O novo Cayman é apresentado no Salão de Los Angeles (EUA) e custará entre US$ 52 600 e  US$ 63 800.





Fiat lança 500 Abarth Cabrio e 500L Trekking


A Fiat apresenta no Salão de Los Angeles os modelos 500L e 500e (anunciados antes do evento), além de duas variações inéditas: 500L Trekking (foto de abertura) e 500C Abarth. Para o mercado norte-americano, o 500L possui novos para-choques e faróis redesenhados internamente. A versão Trekking possui apelo aventureiro, com molduras dos para-lamas e seção inferior dos para-choques sem pintura. Tanto 500L como a versão Trekking começam a serem comercializados nos Estados Unidos em meados de 2013.



O 500C Abarth também é novidade. Agora, o teto de tecido removível está disponível para a versão mais furiosa, 1.4 MultiAir de 160 hp, levando-o de 0 a 100 km/h em cerca de 7 segundos. É possível baixar a capota com o carro andando a até 96 km/h, e colocá-la de volta a até 80 km/h



E no Salão de Los Angeles também é apresentado o 500e, versão elétrica que recebeu modificações na carroceria para obter arrasto aerodinâmico menor (possui Cx de 0,311, contra 0,359 do 500 Lounge, melhoria de 13%) e que possui motor elétrico de 83 kW (cerca de 111 hp) que pode alcançar autonomia de 160 quilômetros na cidade. 




quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Fotos oficiais do Toyota RAV4 2013


A quarta geração do Toyota RAV4 é apresentada hoje no Salão de Los Angeles (EUA). Completamente remodelado, o novo modelo ganha Display Audio (sistema multimídia com tela de 6,1 polegadas), oito airbags de série, Blind Spot Monitor e Rear Cross Traffic Alert (monitoram e alertam sobre pontos cegos e mudanças de faixa não-sinalizadas, respectivamente). As versões V6 e de sete lugares saem de linha. O motor 2.5 de quatro cilindros em linha gera 176 hp, com consumo médio de pouco mais de 10 km/l nas versões com tração nas duas rodas, segundo a Toyota.





BMW mostra i3 Coupe Concept


A linha i de carros elétricos da BMW, composta pelos carros-conceito i3 e i8, vem se diversificando. Primeiramente foi apresentado o i8 Spyder, e agora o i3 duas-portas (denominado Coupe) será apresentado no Salão de Los Angeles. Seu visual recebeu toques de ousadia em  relação ao modelo de quatro portas: pintura laranja, capô preto, rodas aro 20'' e janelas laterais traseiras com um recorte na parte de baixo, conferindo também melhor visibilidade. Seu propulsor elétrico rende 125 kW, algo como 170 hp, podendo ser conduzido nos modos Comfort, Eco Pro, que pode aumentar a autonomia em até 20%, e Eco Pro+, modo mais econômico, mas onde a velocidade máxima é limitada a 90 km/h.



terça-feira, 27 de novembro de 2012

Ford apresenta Fiesta reestilizado em Los Angeles


O mercado norte-americano está prestes a receber o Ford Fiesta reestilizado: a apresentação oficial será no Salão de Los Angeles. Diferentemente do lançamento, quando as frentes para os modelos europeus e norte-americanos eram diferentes, a linha 2013/2014 será igual para ambos os mercados. São os mesmos modelos que apareceram no Salão de São Paulo (a única diferença na carroceria é o logotipo "Titanium" sem aparência improvisada). Nos Estados Unidos, terá opção de motor 1.0 EcoBoost, versão esportiva ST e sistema MyFord Touch com tela sensível ao toque de 6,5 polegadas.


Dê um like!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...