sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Opinião: Need For Speed Carbon


Até ser lançado oficialmente, no fim de 2006, Need For Speed Carbon foi esperado com certa ansiedade pelos fãs de games de carro, pois os detalhes até então dados antecipariam um jogo com pistas à beira de abismos, com novos carros e gráficos surpreendentes.

Na realidade, o jogo não é bem assim. Muita gente não pode instalar o NFSC por conta de suas configurações, bastante elevadas. Apenas o jogo, devidamente instalado e configurado, pesa 5,31 GB, duas vezes mais que o antecessor Most Wanted e cinco vezes mais que o primeiro Underground. Sem contar que memória RAM de 512 MB não era para qualquer um (na época, obviamente), e este era um requisito mínimo. Para o jogo funcionar perfeitamente, 1 GB de RAM – e ainda deve-se conferir qual é o seu processador, placa de vídeo...

E mesmo assim não se vêem “cinemato”gráficos (entendeu? Hehe...). Ao contrário, o ambiente de Need For Speed Carbon é obscuro (e escuro...), com poucas luzes e desfoque em algumas imagens, algo que lembra o Underground 1 (neste, a câmera que focava e desfocava chegava a atordoar a mente).

O jogo é muito fácil e muito difícil ao mesmo tempo. Se por um lado temos o auxílio de ajudantes nas corridas – cada um com uma função, como você verá adiante – por outro temos as corridas de drift, que ficaram dificílimas, e as Race Wars e Canyon, que não tem tipo algum de ajuda – esta última chega ao máximo de desabilitar o óxido nitroso, ou nitro, e o Speedbraker, uma espécie de câmera lenta que ajuda na realização de manobras, abaixo.

A história remete aos tempos do NFS Most Wanted. Neste jogo, após derrotar o Black List número 01, o Razor, você será perseguido por muuuitas unidades de polícia. Então você poderá fugir por um caminho em linha reta, nos limites da cidade de Rockport, que dá para uma ponte elevadiça, que permitirá a você despistar os tiras e concluir o game.

Lembre-se que seu carro na ocasião já é o BMW M3 GTR que o pertencia e que foi sabotado e roubado por Razor.

Já no NFSC você verá um vídeo onde você (num Supra, da Toyota) faz uma corrida, ainda em Rockport (embora esteja de noite, hehe...), enfrentando Kenji, Angie e Wolf.



Antes da corrida, a maravilhosa Nikki (Emmanuelle Vaugier) deixará uma mala no banco do passageiro, supostamente com dinheiro.



Você os enfrentará no Carbon, posteriormente. No fim desta corrida, os corredores são presos e somente você escapa. Mas um Chrysler 300C descobre sua rota.



Este flackback lhe virá à mente enquanto está dirigindo pelas curvas sinuosas do Canyon Carbon de Palmont City.





E, enquanto você está guiando...





...vem o sargento Cross, que o prendeu no NFS Most Wanted ao fazer corrida ilegal, e irá o perseguir.



Então, você deve se manter à frente do Cross, não o deixando lhe ultrapassar.



No entanto, seu caminho à frente está bloqueado, e você baterá num caminhão que vai espalhar canos que baterão no seu carro, causando perda total.





Cross, então, desce do carro...



...enquanto chegam David (Jaguar XK) e Darius, este num belo Audi Le Mans, protótipo apresentado no fim de 2003 e que deu origem ao não menos bonito R8.



Darius dará a recompensa a Cross.



Nikki...





...ficará responsável por trazer você de volta às corridas, papel que coube a Mia (Josie Maran) no Most Wanted e a Rachel (Brooke Burke) no Underground 2.



O carro dela, um Ford GT customizado com um mau-gosto tremendo, irá levá-lo a uma garagem onde estará à espera Neville, que irá ser seu primeiro ajudante.





Neville faz parte dos ajudantes Blockers, que travam o caminho de corredores, fazendo você ganhar com mais facilidade. Posteriormente, outro Blocker o qual você poderá contratar é Samson.

Ainda existem os Scouts, que exibem os caminhos e atalhos os quais você deve seguir para se manter na frente (fazem parte deste grupo Sal e Yumi)...



...e os Drafters, que lançam um vácuo roxo, o qual, se você conseguir pegar, garantirá curvas em alta velocidade e velocidades maiores.



Fazem parte dos Drafters Nikki e Colin. Vale lembrar que você poderá deixar apenas um ajudante ativo e outro preparado para agir. Os outros permanecerão inativos.

Em qualquer caso, se o ajudante chegar à sua frente, você vence a corrida por estar na mesma equipe dele, assim como se você chegar em primeiro lugar. Mas se nem o ajudante ganhar, sinto muito.

Retomando, Nikki o oferecerá três modelos.



São eles: Mazda RX-8, presentes nos dois NFS anteriores e que pertence à ordem dos Tuners...



...Chevrolet Camaro SS 1967, carro de bônus do Most Wanted e que está no grupo de Muscles...



...e Alfa Romeo Brera, esportivo recém-lançado à época do game e que representa os Exotics.




O aviso de perda total, para não deixar dúvidas

Os carros Tuners são aqueles que fizeram a cabeça de quem jogava NFS Underground 1 e 2, com estilo pronto para ser modificado. Fazem parte do grupo modelos como VW Golf R32, Mitsubishi Lancer Evolution, Nissan Skyline GT-R R34 e Toyota Supra. Estes carros tem boa aceleração e são muito bons de fazer curvas. O problema está na velocidade final, um tanto restrita. Lembre-se que no Carbon há as corridas Speedtrap, de velocidade máxima no Radar, e que cada quilômetro por hora perdido pode fazer a diferença no final.



Os Muscles tem um estilo mais americano. Este grupo engloba modelos antigos, como Plymouth Barracuda e Dodge Charger R/T; carros que são sonho de consumo dos norte-americanos, como Viper e Corvette, e pony-cars como Dodge Challenger Concept e Ford Mustang GT. Estes modelos tem uma boa velocidade final e, por vezes, fazem a melhor arrancada, porém irritam por ter a suspensão muito mole, que dificulta o contornamento de curvas.

Os Exotics começaram a ser introduzidos no NFS Most Wanted e são mais próximos aos NFS originais: são os típicos carros de sonho, como Porsche Carrera GT, Mercedes-McLaren SLR, Lamborghini Murciélago e Aston Martin DB9. Estes carros vem com níveis estáveis de aceleração, velocidade máxima e comportamento em curvas, mas tem preço bem elevado.



Avalie as suas preferências, mas o Auto REALIDADE dará um pitaco sobre em que situações você deve comprar um tipo de carro:

Se você gosta de modificar carros, fique com os Tuners. Caso você não tenha coragem ou tempo de modificar um modelo e quer um veículo superior em todas as condições, compre um Exotic car. Já para você que quer um desafio a mais na hora de controlar um carro, leve um Muscle, que recomendamos apenas para quem já andou bastante no Carbon.

AVISO: Mesmo que você aumente o desempenho de um carro que você comprou no começo do jogo ao máximo, ele não conseguirá encarar concorrentes nas fases posteriores, portanto você deve trocar ou vender seu carro assim que perceber que ele já não é mais imbatível.

Os tipos de corridas:

As corridas de Checkpoint são iguais às do Most Wanted: você deve completar todos os setores até encerrar a pista, tentando economizar tempo. Enquanto no NFS anterior você ganhava de bônus apenas o tempo restante, no Carbon você ganha um tempo fixo – mas que, na prática, são situações que acabam se equivalendo.

As corridas Sprint e Circuito seguem o mesmo raciocínio das séries anteriores, com a diferença que podem correr até 8 competidores (incluindo você e o ajudante), contra quatro desde o Underground.



Há as corridas Race Wars, que contam com 12 participantes, sem ajudantes e bem extensas.

Encerram no Carbon as corridas Drag, que voltariam no ProStreet, e voltam as corridas Drift, que não eram disponíveis no Most Wanted. Enquanto nas séries Underground era muito fácil fazer um drifting, às vezes sem a ajuda do freio de mão, no Carbon a manobra depende da velocidade, e a câmera destinada à corrida é péssima, pois troca muito de ângulo. Na prática, elas ficaram bem mais difíceis, apesar de agora poder usar o óxido nitroso, pela primeira vez.



As novidades são os tipos de corrida derivadas do Canyon: o Canyon Race, corrida de quatro participantes, similar ao Sprint; Canyon Drift, ou drifting próximo aos desfiladeiros, e Canyon Duel, duelo onde você tentará derrotar um dos líderes de bairros da cidade:

Bushido, liderado por Kenji e que dá preferência aos Tuners;

21St Street Crew, liderado por Angie e que dá preferência aos Muscles;

Tfk, liderado por Wolf e que dá preferência aos Exotics;

Stacked Deck, liderado por Darius, também fã de Exotics.

Neste tipo de corrida, primeiramente você corre atrás, tentando ficar ao máximo na cola do concorrente, ganhando pontos, e depois fica na frente, evitando ficar perto do competidor. Assim, você ganha mais pontos na primeira parte e perde menos pontos na segunda, evitando chegar a zero, pois assim você perde.

Caso você passe do competidor na primeira parte, melhor ainda, pois se você ficar na frente por 10 segundos, ganha, não precisando continuar. Mas caso você fique muito longe (100 metros), começa a contagem de 10 segundos. Caso você na se aproxime, você perderá, e se você romper uma barreira, caindo no abismo, você também perderá.



As equipes que você formará também podem ser personalizadas, tanto em nome quando em colorização e escolha do logotipo.

Assim como no Most Wanted, todo carro no Modo Carreira tem um nível de policiamento e o número de vezes que já foi apreendido por policiais. A vantagem do Carbon é que, diferentemente do MW, você não precisa fazer, obrigatoriamente, missões envolvendo policiais para concluir o jogo. Porém, como às vezes eles aparecem de surpresa numa corrida, você sempre deve estar atento ao nível de policiamento de cada região.

Caso você seja preso...



...você deverá pagar por todas as infrações que cometeu, e seu carro levará um “X” em ordem de prisão. Caso você não aumente o número de ordem de prisões e você for preso mais duas vezes, seu carro é definitivamente apreendido.

Assim como no Most Wanted, os modelos de polícia variam de acordo com o nível de procurado e há locais onde você pode deslocar objetos, que cairão em cima de veículos policiais, o que causará perda total dos mesmos. Assim, sua recompensa, ou Bounty, aumentará.

O modo Livre perdeu o charme que tinha no Underground 2, onde era a única forma de fazer as competições. No Carbon é possível se deslocar para fazer as corridas, mas como no game há um modo que leva você diretamente ao evento, para quê explorar a cidade de Palmont City?

Mais um motivo para não explorar a cidade: no meio do caminho, você pode topar com uma viatura...

Mas no Livre você poderá fazer desafios de equipes rivais, as antigas donas dos bairros. Se você derrotar o rival, mais 1000 para a sua conta.

Um recurso interessante inaugurado no NFS Carbon foi o AutoSculpt, o qual são determinadas algumas peças e você poderá escolher (de 0 a 100%) o tamanho, profundidade, largura, dando um visual realmente único ao carro, sem contar as novas opções de pintura (incluindo fosca e radiante, por exemplo), vinis e, no caso de muscle cars, até de rebaixar o teto!



Mas se você prefere as peças originais, esta opção também lhe é dada no Carbon.
O modo Online do NFSC não é tão fácil de manusear quanto nas séries anteriores. Mas garante uma diversão a mais.

Outra novidade exclusiva do NFS Carbon são os Cartões de Recompensa. Realizando algumas “missões”, você juntará “pedaços” de um cartão. Ao concluir as missões que formarão os quatro “pedaços”, um item novo será desbloqueado. Pode ser desde uma roda nova ou um simples vinil até um carro exclusivo.

Veja alguns modelos adquiridos através dos Cartões de Recompensa:

BMW M3 GTR (de novo? Sim, o carro que você ganhou no Most Wanted)

Chevrolet Corvette Z06, o carro do sargento Cross no Need For Speed Carbon

Audi Le Mans quattro (bom, este modelo só está disponível quando se completa o jogo)

Lamborghini Murciélago LP640 (diferentemente do normal, este não está disponível no Carreira)

Palmont PD1 (carro de polícia no jogo? Posso prender alguém?)

Palmont PD2 (Corvette policial que aparece ao se atingir o nível 5 de procurado)

Caminhão de Bombeiros (inútil!)

O Carbon aposta em outros modelos, tanto os novos como os que retornam à série, para prender a atenção do usuário:

Alfa Romeo Brera, recém-lançado à época do jogo

Chevrolet Camaro Concept

Mazdaspeed 3

Chrysler 300C

VW Golf R32 (antes era o GTI)

Dodge Charger SRT8, de 2006

Dodge Charger R/T

Jaguar XK

Mercedes SL, agora na versão 65 AMG

Nissan 350Z, que voltou

Subaru Impreza, que sofreu uma re-estilização para 2006

Mitsubishi Lancer Evolution, já na versão IX MR-Edition

Shelby GT-500

Nissan Skyline GT-R, outro que retornou

Plymouth Barracuda, ou simplesmente ‘Cuda

Dodge Challenger Concept

Chevrolet Corvette, agora na versão Z06, e que ficou ruim de dirigir por ser Muscle

...a lista é longa. Estes carros acima são apenas os que não tinham no Most Wanted ou que estrearam no Carbon, sem contar os que vieram iguais aos títulos anteriores. Se você se aventurar, coletando cartões de recompensa ou vencendo corridas online, poderá desbloquear muitos outros modelos, sem contar carros feitos especialmente para as Séries Desafios, como Mitsubishi Eclipse (o de 1999), Nissan 240 SX, Toyota MR2, Lexus IS 300 e Lotus Europa, para citar apenas alguns exemplos.

Falando em Série Desafios, no NFS Carbon houve uma melhor elaborada, que permite escolher várias categorias de desafios, nunca com o mesmo carro em mais de um desafio, bem diferente do Most Wanted. E agora existem eventos de Bronze, Prata e Ouro. Completando-os, mais cartões de recompensa serão adquiridos, mas relaxe bem antes de realizar algum deles.

O Carbon inaugura o Modo Foto. É mais interessante do que apenas um PrintScreen da tela. Este modo permite dar um 360° no carro com o mouse, permitindo observar todos os seus detalhes de perto (no Underground 2, não era possível ajustar a visão do carro e isso o tornava mais pobre).



Sem contar que, além de aproximar ou distanciar a vista, você pode mandar aquela foto do seu carro para humilhar outros jogadores, pelo próprio site do Need For Speed (porém é preciso se registrar antes) ou apenas para se impressionar com aquela batida que você deu.

Se nas séries anteriores de Need For Speed haviam trilhas sonoras de gosto duvidoso, imagine então no Carbon... Pessoalmente, aprecio três músicas do jogo – detalhe: são 30 canções! Outro motivo para não gostar das músicas do Carbon é que, muitas vezes, o jogo as “escolhe” por você – seja no menu, seja nas corridas policiais, seja nas corridas Race Wars...


Resumidamente, para quem gosta de automóveis, Need For Speed Carbon decepciona em vários detalhes, mas para quem é meio desligado no assunto, pode garantir muita diversão. Hoje existem títulos muito melhores e que requerem menos recursos do computador, só que sem a grife NFS. Não preciso dizer que o jogo não está disponível para download na versão completa (oficialmente), apenas na DEMO (Demostration, com poucos carros e pistas), e que você deve pagar (o DVD original não está tão barato, mas o preço está bem melhor que os R$ 100 cobrados à época de lançamento...)

4 comentários:

  1. o que em.não entendi nada.

    ResponderExcluir
  2. Ai, eu comecei o jogo com um carro muscle, só foi dificil vencer da angie, mas os outros dois foram bem facinho ganhar, principalmente do wolf que foi o mais facil de todos, no canyon eu ganhei dele na primeira curva com um dodge charger r/t que eu ganhei da angie com um camaro ss, ganhei do dariuscom uma lamborghini murcielago

    ResponderExcluir
  3. Eu Ja Zerei Esse NFS três vezes acho otimo ele é bem realista.

    ResponderExcluir

No Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria. Perguntas poderão ser respondidas em até 24 horas. Seu comentário será postado imediatamente após o envio, e não é necessário fazer a confirmação de palavras para postá-lo.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE) e no Twitter (@AutoREALIDADE).

Dê um like!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...